quinta-feira, 19 de março de 2015

Protesto contra Banco Central Europeu reúne 10 mil na Alemanha contra políticas de austeridade

'Nosso protesto é contra o BCE que prejudica o trabalho do governo da Grécia. Queremos o fim das políticas de austeridade', disse um dos organizadores
Uma manifestação, organizada pelo grupo anticapitalista Blockupy, reuniu mais de 10 mil pessoas, de diversas partes da Europa, em Frankfurt, na Alemanha, durante a inauguração da nova sede do Banco Central Europeu, segundo estimativa dos organizadores. Os manifestantes protestaram contra as políticas de austeridade. “Armas alemãs, dinheiro alemão, assassinos no mundo todo", dizia um dos cartazes.
"Em 18 de março de 2015 o BCE quer inaugurar formalmente de forma pacífica seu novo quartel-general em Frankfurt. Não há nada que celebrar em uma política de economia e empobrecimento!", afirmou o Blockupy no dia anterior à cerimônia.
“Nosso protesto é contra o BCE como membro da troica, que, apesar de não ser democraticamente eleita, prejudica o trabalho do governo da Grécia. Queremos o fim das políticas de austeridade”, afirmou Ulrich Wilken, um dos organizadores da manifestação. “Queremos um protesto ruidoso, mas pacifico.”
Segundo a polícia, ao menos sete viaturas foram queimadas e outras sete, danificadas. Diversas ruas do centro de Frankfurt foram bloqueadas, e parte do transporte público deixou de funcionar, incluindo uma linha de metrô e bondes de superfície. Em resposta às ações, a polícia usou canhões de água e lançou gás de pimenta contra os manifestantes.
De acordo com o Blockupy, grupo criado em referência ao movimento Occupy Wall Street que tomou parte do centro financeiro de Nova York em 2011, a violência partiu de uma minoria de manifestantes, parte deles vestida de preto e com o rosto coberto.


Após os confrontos, 350 pessoas foram retidas temporariamente. De acordo com uma fonte policial à agência Efe, 16 pessoas foram presas.
A nova sede custou cerca de € 1,3 bilhão.
Na noite desta terça-feira (17/03), alguns manifestantes protagonizaram violentos enfrentamentos com a polícia e queimaram quatro veículos no bairro de Westend, uma zona ao oeste de Frankfurt na qual há muitos escritórios bancários e imobiliárias.
Também houve danos em outros automóveis e em uma empresa imobiliária, para onde foi lançado material pirotécnico, acrescenta a polícia, que contabiliza os danos em várias dezenas de milhares de euro.
Fonte: Opera Mundi

Nenhum comentário:

Postar um comentário