sábado, 12 de novembro de 2016

O engano do deputado Cabo Júlio (PMDB-MG) representa o pior das redes sociais

O político foi a plenário xingar a deputada Maria do Rosário de 

vaca” por uma publicação que ela teria feito no Facebook. Só que era falsa...


O deputado estadual Cabo Júlio (PMDB-MG) ofendeu a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), xingando-a de “vaca” três vezes durante sessão plenária na Assembleia Legislativa de Minas Gerais na última quarta-feira (9).

Com o smartphone na mão, o Cabo Júlio leu o que seria um comentário publicado no Facebook da deputada a respeito da reação de um PM a um assalto enquanto ele dirigia um Uber. A ação terminou com a morte dos três bandidos e o  PM foi excluído do Uber. Segundo o Cabo Júlio, Maria do Rosário teria dito o seguinte sobre o caso: “Hoje temos três famílias chorando em razão desse PM opressor. Caso ele não tivesse reagido, apenas uma família choraria. Assim o prejuízo seria melhor para a sociedade”.
O deputado estadual Cabo Júlio (PMDB-MG) ofendeu a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), xingando-a de “vaca” três vezes durante sessão plenária na Assembleia Legislativa de Minas Gerais na última quarta-feira (9).
Com o smartphone na mão, o Cabo Júlio leu o que seria um comentário publicado no Facebook da deputada a respeito da reação de um PM a um assalto enquanto ele dirigia um Uber. A ação terminou com a morte dos três bandidos e o  PM foi excluído do Uber. Segundo o Cabo Júlio, Maria do Rosário teria dito o seguinte sobre o caso: “Hoje temos três famílias chorando em razão desse PM opressor. Caso ele não tivesse reagido, apenas uma família choraria. Assim o prejuízo seria melhor para a sociedade”.

Indignado com a frase absurda, o deputado disparou: “O que que essa, me perdoe a palavra, “vaca” estava dizendo, estava dizendo assim, que não era para o policial ter reagido, policial vítima do assalto ter reagido”, disse o Cabo Júlio. “Que pra falar uma bobeira dessa era melhor essa ‘vaca’ calar a boca. (...) Deputada Maria do Rosário do Rio Grande do Sul, enfie a sua língua onde você quiser, mas não fale esse tanto de bobagem não. Sua ‘vaca’”, completou.
Vergonha alheia

Temos dois problemas aí. O primeiro é que Maria do Rosário nunca disse ou escreveu a frase. Bastaria dar um pulo no Facebook oficial dela, que está a um clique de distância. A deputada já havia esclarecido que se tratava de uma mensagem falsa. É mais uma dessas montagens toscas que circulam pelo Facebook e as pessoas compartilham só pelo esporte de propagar o ódio. Segundo, ainda que tivesse dito, o que leva um deputado a pedir a palavra no plenário da Assembleia Legislativa e xingar uma mulher por três vezes dessa forma?
Montagem do Facebook compartilhada pelo deputado Cabo Julio (Foto: Reprodução)
Dá para desconfiar. Nesse episódio, o deputado Cabo Júlio representa exatamente o que há de pior nas redes sociais. Aquele usuário que acredita em qualquer coisa que recebe e, movido pelo ódio, resolve disparar os piores impropérios nas caixas de comentários alheias. Aí temos os agravantes. Diferentemente de um cidadão que está em sua casa sozinho e acaba enganado por táticas de desinformação, o deputado dispõe de uma equipe grande de assessores, paga com dinheiro público, que poderia lhe atentar para o fato de que toda a sua indignação estava baseada num conteúdo falso. O segundo agravante é que o deputado agiu como se estivesse comentando anonimamente na caixa de comentários de um site de notícia. Não estava. Agora, seu discurso de ódio está disponível a quem quiser assistir.
A deputada precisou ir ao Facebook para esclarecer o que já havia esclarecido. Prometeu tomar as medidas cabíveis contra o deputado. Já o Cabo Júlio, procurado pela reportagem do G1, informou por meio de sua assessoria que não comentaria o caso. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário