domingo, 5 de abril de 2015

Mercado de telecomunicações cada vez mais concentrado

O mercado norte-americano de telecomunicações passa por um brutal processo de concentração, que parece ainda estar longe do seu fim e que pode indicar o caminho a ser seguido por outros países, inclusive o Brasil. No momento, três aquisições estão em avaliação pelo órgão regulador: a compra da Time-Warner Cable pela Comcast (de todas a mais polêmica), da DirecTV pela AT&T e a mais recente, da Bright House pela Charter. Caso essas aquisições venham a ser aceitas, teremos o ranking de assinantes abaixo, contando apenas as empresas com mais de 1 milhão de assinantes e com dados do final de 2014.
O mercado norte-americano de telecomunicações passa por um brutal processo de concentração, que parece ainda estar longe do seu fim e que pode indicar o caminho a ser seguido por outros países, inclusive o Brasil.
No momento, três aquisições estão em avaliação pelo órgão regulador: a compra da Time-Warner Cable pela Comcast (de todas a mais polêmica), da DirecTV pela AT&T e a mais recente, da Bright House pela Charter.
Caso essas aquisições venham a ser aceitas, teremos o ranking de assinantes abaixo, contando apenas as empresas com mais de 1 milhão de assinantes e com dados do final de 2014.
Vale reparar como há dois gigantes: AT&T e Comcast. Como se não bastasse, a Comcast é a única empresa bem sucedida na aventura de investir também na produção de conteúdo audiovisual. Atualmente ela é a dona da rede de TV NBC e da Universal.
A Verizon ocupa posição de destaque na telefonia celular, assim como a Dish na TV paga.
Na telefonia celular, Sprint e T-Mobile já namoraram uma fusão que acabou não ocorrendo, mas talvez seja questão de tempo para o assunto ser retomado.
Em seguida, há um grupo de empresas médias, como a Charter (já englobando a Bright House), Cox e Cablevision. E, por fim, algumas empresas menores como Suddenlink, Century Link, Frontier e Windstream. Todas essas sobreviverão em nichos ou serão tragadas nos próximos anos. Mesmo assim, o fosso que as separa das líderes já é enorme e intransponível.

1) TV paga
Comcast + Time-Warner Cable – 33.406.000
AT&T + DirecTV (satélite) – 26.270.000
Dish (satélite) – 14.041.000
Charter + Bright House – 6.309.000
Verizon – 5.533.000
Cox – 4.300.000
Cablevision – 2.715.000
Suddenlink – 1.171.000

2) Telefonia móvel
Verizon – 131.894.000
AT&T – 120.554.000
Sprint – 55.496.00
T-Mobile – 55.018.000
US Cellular – 4.760.000

3) Banda larga
Comcast + Time Warner – 33.236.000
AT&T – 16.448.000
Verizon – 9.077.000
Charter + Bright House – 4.850.000 + ????
Century Link – 6.055,.000
Cox – 4.300.000
Cabelivision – 2.779.000
Frontier – 1.900.500
Windstream – 1.153.800
Suddenlink – 1.103.300
Fonte: Blog do Gindre

Nenhum comentário:

Postar um comentário