quinta-feira, 9 de abril de 2015

Tiririca: O "anti-herói" brasileiro

O cantor sertanejo usou seu Instagram para desabafar e publicou uma imagem em que o humorista aparece com a frase '1.351.592 votos. Agora temos o número exato de retardados em São Paulo' - na verdade, Tiririca teve 1.016.796 votos, de acordo com o site oficial do Tribunal Superior Eleitoral.
Devido ao fato de termos tão "bons" políticos contra as aspirações populares, compilamos algumas matérias do "anti-heroi" Tiririca.
Tiririca, ao contrário dos parlamentares letrados, não sucumbiu ao sistema que ele conhece na pele e não nos livro. Votou contra a terceirização e a favor do povo a qual ele pertence e se faz pertencer.
Ler e analisar quem merece ou não ser um deputado.


Sertanejo Luciano Camargo critica reeleição de Tiririca em São Paulo
Cantor usou seu Instagram para postar o comentário e dividiu a opinião de seus seguidores.

Luciano Camargo não gostou nada de saber que Tiririca, que foi reeleito deputado federal, foi o segundo candidato mais votado de São Paulo.
O cantor sertanejo usou seu Instagram para desabafar e publicou uma imagem em que o humorista aparece com a frase '1.351.592 votos. Agora temos o número exato de retardados em São Paulo' - na verdade, Tiririca teve 1.016.796 votos, de acordo com o site oficial do Tribunal Superior Eleitoral.
"Votar em candidatos como essa figura aí, é o chamado voto protesto, mas enquanto muitos pensarem assim, vamos sempre levar a culpa em mandar para Brasília os incompetentes da política. Agora eu pergunto, você é um retardado?", declarou Luciano na legenda da foto.
O post de Luciano dividiu a opinião de seus seguidores. "Perdeu a chance de ficar calado", disse um. "Tu não entende (sic) nem de política e fica falando besteira", falou outro. Teve também quem concordou com o sertanejo. "Mandou bem no post", comentou uma garota. "Disse tudo, Luciano! Você arrasa sempre com palavras e xingos certos", afirmou outro.
Fonte: Site Ego publicada em 6/10/2014


Tiririca é reflexo da disfuncionalidade da política brasileira, diz 'Financial Times'


O jornal "Financial Times" publicou nesta terça-feira (26) um perfil do deputado federal Tiririca (PR-SP), o mais votado nas eleições de 2010.
Segundo o jornal, uma pequena multidão se forma todos os dias ao redor do gabinete de Tirirca na Câmara dos Deputados, onde todos os dias cerca de 150 pessoas o procuram para tirar fotos ao seu lado.
"Há dias em que nós temos que chamar a segurança para nos ajudar a sair do escritório", disse Tirirca ao jornal.
"Enquanto o Brasil dá a largada ao seu ciclo de eleições presidenciais de 2014, a breve carreira de um dos estranhos legisladores do Brasil diz muito sobre a disfuncionalidade da política do país", critica o jornal, que compara a eleição de Tiririca à de Beppe Grillo na Itália.
Ao jornal, Tiririca comentou sobre o mensalão, mas disse nunca ter sido subornado. "Aqueles que aceitam propina fazem coisa errada... Isso não vai parar, porque o mundo funciona desse jeito, mas eles o farão com mais cuidado."
De acordo com o periódico, Tiririca, um dos poucos que nunca faltaram às sessões, reclama que no Congresso, ninguém aparece nas sessões de debates, deixando o orador falando sozinho no plenário. "O mínimo que você pode fazer é cumprir suas obrigações e não faltar às votações", diz ele, balançando a cabeça em reprovação à "insanidade do sistema".
Fonte:Uol Noticias publicada 26/02/2013
Luciano Huck critica candidatura de Tiririca
O apresentador Luciano Huck comentou a reportagem da Época divulgada neste domingo (26), em que a revista alerta para o fato do candidato a deputado federal Tiririca não saber ler e nem escrever.
Em seu Twitter, Luciano Huck lamentou o fato. “Li a Época… Tenho respeito pela carreira e acho graça no Tiririca. Mas daí a ser deputado federal, não dá. Lutamos tanto para ter direito ao voto…”, escreveu em seu microblog.
Na segunda-feira (27), o apresentador do Caldeirão do Huck ministrou uma palestra da Editora Abril.
Fonte: Virgula.Uol/Famosos Atualizado em 28/09/2010
Outros Links:

Nenhum comentário:

Postar um comentário