sábado, 27 de agosto de 2016

Debate Band: Crivella distorce fatos ao dizer que dinheiro da saúde foi para Olimpíada

“A Prefeitura gastou demais com as Olimpíadas. E muito disso veio da saúde, se você vir os valores não nominais, mas os reais, que a prefeitura gastou nos quatro primeiros anos, e comparar com os três do segundo mandato, a Prefeitura deixou de aplicar R$ 700 milhões na saúde para fazer obras para as Olimpíadas.” – Marcelo Crivella no debate da Band em 25 de agosto
O candidato do PRB à prefeitura do Rio acerta ao dizer que, se considerarmos o investimento em saúde em valores reais, houve uma redução na comparação do primeiro para o segundo mandato de Eduardo Paes. No entanto, o número apresentado por Marcelo Crivella – R$ 700 milhões – não se verifica quando analisamos as cifras investidas pela prefeitura.

Os valores nominais fornecidos pela assessoria de imprensa da Prefeitura do Rio indicam que houve um aumento de R$ 500 milhões quando comparamos os dois mandatos, uma vez que o orçamento da saúde em 2012 foi de R$ 4.063.521.431,38, e em 2015 foram investidos R$ 4.530.936.026,73. Contudo, os últimos anos foram marcados pela alta da inflação que, medida pelo IPCA, chega a 25,71% acumulados no período entre 2012 e 2015.
O candidato do PRB à prefeitura do Rio acerta ao dizer que, se considerarmos o investimento em saúde em valores reais, houve uma redução na comparação do primeiro para o segundo mandato de Eduardo Paes.
No entanto, o número apresentado por Marcelo Crivella – R$ 700 milhões – não se verifica quando analisamos as cifras investidas pela prefeitura.
Os valores nominais fornecidos pela assessoria de imprensa da Prefeitura do Rio indicam que houve um aumento de R$ 500 milhões quando comparamos os dois mandatos, uma vez que o orçamento da saúde em 2012 foi de R$ 4.063.521.431,38, e em 2015 foram investidos R$ 4.530.936.026,73. Contudo, os últimos anos foram marcados pela alta da inflação que, medida pelo IPCA, chega a 25,71% acumulados no período entre 2012 e 2015.

Gráfico fornecido pela equipe do candidato Marcelo Crivella
Apesar de o candidato Crivella atualizar a despesa de 2012 com a inflação do IPCA, os valores apresentados por ele no gráfico não correspondem aos calculados pelo Truco Eleições 2016 – projeto de fact-checking da Agência Pública.
Segundo as nossas contas e considerando o IPCA acumulado no período 2012-2015, o investimento real da prefeitura em 2015 deveria ter sido de R$ 5.108.273.298,74, ou seja, R$ 577 milhões a mais, e não R$ 700 milhões como o candidato do PRB afirmou no debate da Band.
Tampouco é possível afirmar que esse dinheiro foi destinado para a realização da Olimpíada. Por considerarmos a afirmação exagerada e imprecisa atribuímos a carta “Não é bem assim” para o candidato do PRB.
De acordo com Gil Castello Branco, economista e fundador da ONG Contas Abertas, a afirmação de Crivella faz sentido no contexto atual de inflação alta, onde os custos sobem anualmente. Logo, é possível dizer que a saúde perdeu parte de seu orçamento, apesar de nominalmente parecer ter aumentado. Ainda que no nominal tenha sido registrado um aumento de cerca de 10%, esse investimento precisaria ter passado por uma correção de, pelo menos, 25% (a inflação acumulada do período).
Castello Branco acrescenta que cada um apresenta o valor como lhe convém. “Nesse caso, Crivella preferiu usar os valores constantes atualizados pelo IPCA, não os valores da época, como a prefeitura faz. Enquanto um apresenta em valores reais, o outro opta pelos valores nominais”, disse.
Questionamos ainda a equipe do candidato do PRB sobre a destinação dos fundos à Olimpíada. A campanha informa que “A função Urbanismo compreende Obras e as despesas aumentaram entre 2013 e 2015, período anterior à Olimpíada. E, em 2015, a despesa com Urbanismo foi maior que a da Saúde em R$ 600 milhões, só nesse recorte de um ano.” Não há portanto um cálculo que aponte que a verba foi especificamente para o megaevento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário