quinta-feira, 7 de maio de 2015

Conservadores estão 1 ponto à frente de trabalhistas no Reino Unido, diz pesquisa

Eleitores britânicos vão às urnas amanhã para decidir a formação do próximo parlamento em que também será escolhido o novo primeiro-ministro
Outros partidos em jogo são os liberais-democratas, parceiros da coalizão governista, que obtiverem 8% de apoio; o Ukip, legenda anti-UE (União Europeia), 14%; e os Verdes, 6%. Nesta quinta-feira (07/05), os eleitores vão às urnas no Reino Unido para a formação do próximo parlamento em que será escolhido o novo primeiro-ministro.
Em meio à acirrada corrida eleitoral, os britânicos vão decidir se David Cameron (Partido Conservador) seguirá no cargo ou se será substituído por Ed Miliband (Partido Trabalhista).
O Partido Conservador, atual governista do Reino Unido, tem um ponto de vantagem em relação à legenda opositora Trabalhista, segundo a pesquisa do grupo TNS divulgada nesta quarta-feira (06/05), um dia antes das eleições gerais no país.
Com uma disputa apertada, os conservadores sinalizam apoio de 33% do eleitorado, perdendo 1 ponto em comparação à pesquisa da última semana. Por sua vez, os trabalhistas também tiveram queda de um ponto, tendo agora 32% da preferência dos britânicos.
"Com o dia da votação logo à frente, as pesquisas sugerem que trabalhistas e conservadores estão em um empate", afirmou Michelle Harrison, chefe de pesquisa política e social do TNS, àReuters.

Outros partidos em jogo são os liberais-democratas, parceiros da coalizão governista, que obtiverem 8% de apoio; o Ukip, legenda anti-UE (União Europeia), 14%; e os Verdes, 6%.
Nesta quinta-feira (07/05), os eleitores vão às urnas no Reino Unido para a formação do próximo parlamento em que será escolhido o novo primeiro-ministro.
Em meio à acirrada corrida eleitoral, os britânicos vão decidir se David Cameron (Partido Conservador) seguirá no cargo ou se será substituído por Ed Miliband (Partido Trabalhista).


Fonte: Opera Mundi

Nenhum comentário:

Postar um comentário