sexta-feira, 8 de maio de 2015

Ocupe Estelita: Recife protesta contra derrubada de cais

Motivo de questionamento da sociedade civil, o projeto "Novo Recife" propõe a construção de 13 prédios residenciais e comerciais na região portuária.
O movimento Ocupe Estelita realizou nesta terça (5) um ato contra a aprovação da Câmara dos Vereadores e sanção da Prefeitura do Recife do plano urbanístico do Cais José Estelita, onde será construído um complexo residencial e comercial nomeado como "Novo Recife".

Cerca de 2 mil pessoas, segundo organizadores, participaram de passeata pelo centro da capital pernambucana. Os manifestantes se concentraram às 16h no Parque 13 de maio e saíram em caminhada pelo centro da cidade rumo ao Cais Estelita, onde realizaram uma assembleia. O ato ainda prosseguiu até o Shopping Rio Mar, quando se encerrou por volta das 21h.



Segundo Pethrus Tibúrcio, membro do Ocupe Estelita, o ato protestou contra o que o movimento considera uma aprovação irregular do Projeto de Lei pela Câmara dos Vereadores. O manifestante afirmou que o projeto foi votado contrariando o próprio regimento da casa, motivado por um pedido do Ministério Público Estadual de devolução do texto para a prefeitura.

"A mobilização de hoje mostrou que quanto mais a prefeitura e as construtoras avançam com o projeto, mais a população se mobiliza em defesa do Cais", afirmou Pethrus. Durante assembleia, o movimento Ocupe Estelita decidiu por um novo ato na próxima quinta (7), com concentração às 16h na Praça do Derby, no centro de Recife. 

Em nota, a prefeitura afirmou que o projeto foi discutido durante 42 dias e em uma audiência pública realizada pelo Conselho da Cidade. Ela afirma que a legislação aprovada "aplica importantes princípios de qualidade urbana e ambiental, priorizando os espaços públicos".

Vicente André Gomes (PSB), presidente da Câmara, afirmou que o projeto já tinha sido amplamente discutido em audiências públicas e encontros dos movimentos com a prefeitura e por isso chegou à Câmara nesta segunda (4) e foi votado extra pauta.

Histórico
O projeto "Novo Recife" propõe a construção de 13 prédios residenciais e comerciais na região portuária do Recife. Ele é uma iniciativa de um consórcio de construtoras que adquiriu o terreno onde funcionava o antigos armazéns do Cais José Estelita, em uma área de mais de 100 mil m² que pertencia à Rede Ferroviária Federal. 

O projeto sofreu uma série de questionamentos da sociedade civil, que desde 2013 se organizou no movimento Ocupe Estelita, que busca uma revitalização do local como moradias populares e espaços públicos. Em 2014, o movimento inclusive ocupou a área do cais em forma de protesto.

Na última segunda (4), a Câmara dos Vereadores do Recife aprovou, em votação extra-pauta, o Projeto de Lei em uma tumultuada sessão. A votação foi unânime, sendo que a oposição optou se retirar da votação. Durante o processo foi impedida a entrada da população nas galerias. No mesmo dia, o prefeito Geraldo Júlio (PSB) sancionou o projeto que foi publicado já na terça (5).


Fonte: Carta Maior

Nenhum comentário:

Postar um comentário