terça-feira, 26 de julho de 2016

Torcedores do Bangu lançam manifesto contra Bolsonaro

A torcida “Bangu Antifascista” divulgou uma nota de repúdio – que foi apoiada por outras torcidas e entidades – depois que o salão nobre do clube ter sido utilizado para o evento de lançamento da candidatura para a prefeitura do Rio de Janeiro de Flavio Bolsonaro (PSC-RJ). “Tal episódio vai na contramão da história do Bangu A.C, clube que tem seu lugar intocável na história do futebol brasileiro por ser pioneiro na luta pela democratização do esporte e na luta anti-racista”. Confira
A sede do tradicional clube de futebol carioca, o Bangu Atlético Clube, foi o local escolhido pela campanha de Flavio Bolsonaro (PSC-RJ) para lançar sua candidatura à prefeitura do Rio de Janeiro.
A realização do evento no salão nobre do clube foi criticada por parte dos torcedores e, nesta segunda-feira (25), a torcida B-16 Bangu Antifascista divulgou, pelo Facebook, uma nota de repúdio.

“Tal episódio vai na contramão da história do Bangu A.C, clube que tem seu lugar intocável na história do futebol brasileiro por ser pioneiro na luta pela democratização do esporte e na luta anti-racista (…) A candidatura de Flávio Bolsonaro representa o ascenso de posições fascistas, repressivas e anti-povo em nossa sociedade, posições que podem ser representadas por alguns episódios de seu pai, como quando atacou a deputada Mária do Rosário dizendo que a mesma “não merecia ser estuprada”, como se existissem mulheres passíveis de estupro e outras não”, dizem os torcedores em um trecho do manifesto, que foi assinado também por outras torcidas e entidades.

Confira, abaixo, a íntegra da nota.

MANIFESTO BANGU CONTRA BOLSONARO

No último sábado dia 23 de Julho os torcedores do Bangu A.C sofreram sua maior humilhação histórica, em pleno salão nobre do clube era lançada oficialmente a candidatura para prefeitura do Rio de Janeiro do fascista Flávio Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro, liderança política da extrema-direita que vem reverberando discursos de ódio que acarretam na legitimação do genocídio a juventude negra e das periferias, na violência contra as mulheres e da cultura de estupro e na disseminação do ódio homofóbico.

Tal episódio vai na contramão da história do Bangu A.C, clube que tem seu lugar intocável na história do futebol brasileiro por ser pioneiro na luta pela democratização do esporte e na luta anti-racista. Nosso amado clube se firmou historicamente por ser a primeira equipe formada por operários no Brasil, isso numa época em que o esporte era de domínio das elites, fomos também pioneiros a inserir o negro no futebol, nosso ídolo Francisco Carregal que vestiu nossa camisa em 1905 provocando ódio das elites, sendo o Bangu expulso da Liga Metropolitana em 1907 por ter atletas negros e se negar a retirá-los.
A sede do tradicional clube de futebol carioca, o Bangu Atlético Clube, foi o local escolhido pela campanha de Flavio Bolsonaro (PSC-RJ) para lançar sua candidatura à prefeitura do Rio de Janeiro.
A realização do evento no salão nobre do clube foi criticada por parte dos torcedores e, nesta segunda-feira (25), a torcida B-16 Bangu Antifascista divulgou, pelo Facebook, uma nota de repúdio.
“Tal episódio vai na contramão da história do Bangu A.C, clube que tem seu lugar intocável na história do futebol brasileiro por ser pioneiro na luta pela democratização do esporte e na luta anti-racista (…) A candidatura de Flávio Bolsonaro representa o ascenso de posições fascistas, repressivas e anti-povo em nossa sociedade, posições que podem ser representadas por alguns episódios de seu pai, como quando atacou a deputada Mária do Rosário dizendo que a mesma “não merecia ser estuprada”, como se existissem mulheres passíveis de estupro e outras não”, dizem os torcedores em um trecho do manifesto, que foi assinado também por outras torcidas e entidades.
Confira, abaixo, a íntegra da nota.
MANIFESTO BANGU CONTRA BOLSONARO
No último sábado dia 23 de Julho os torcedores do Bangu A.C sofreram sua maior humilhação histórica, em pleno salão nobre do clube era lançada oficialmente a candidatura para prefeitura do Rio de Janeiro do fascista Flávio Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro, liderança política da extrema-direita que vem reverberando discursos de ódio que acarretam na legitimação do genocídio a juventude negra e das periferias, na violência contra as mulheres e da cultura de estupro e na disseminação do ódio homofóbico.
Tal episódio vai na contramão da história do Bangu A.C, clube que tem seu lugar intocável na história do futebol brasileiro por ser pioneiro na luta pela democratização do esporte e na luta anti-racista. Nosso amado clube se firmou historicamente por ser a primeira equipe formada por operários no Brasil, isso numa época em que o esporte era de domínio das elites, fomos também pioneiros a inserir o negro no futebol, nosso ídolo Francisco Carregal que vestiu nossa camisa em 1905 provocando ódio das elites, sendo o Bangu expulso da Liga Metropolitana em 1907 por ter atletas negros e se negar a retirá-los.
É ainda importante lembrar de símbolos históricos de nosso clube, como ter Jorge Amado, o romancista do povo como entusiasta torcedor e termos inaugurado o Estádio Proletário de Moça Bonita com o discurso da liderança comunista Luiz Carlos Prestes, nosso clube foi formado por operários, tendo como torcedores trabalhadoras e trabalhadores que mesmo trabalhando mais de 12h por dia na fábrica dedicavam suas horas vagas a erguer esse clube que é um patrimônio da classe trabalhadora.
A candidatura de Flávio Bolsonaro representa o ascenso de posições fascistas, repressivas e anti-povo em nossa sociedade, posições que podem ser representadas por alguns episódios de seu pai, como quando atacou a deputada Mária do Rosário dizendo que a mesma “não merecia ser estuprada”, como se existissem mulheres passíveis de estupro e outras não. Tal posição são as mesmas que possibilitam que mais de 30 homens estuprem uma adolescente de 16 anos e ainda justifiquem tal crime. O mesmo deputado em outra ocasião disse que seus filhos não casariam com mulheres negras, e é essa mesma posição que justificou que 5 jovens fossem fuzilados sumariamente com 111 tiros pela PM em Costa Barros quando saiam pra comemorar o primeiro emprego de um deles.
Entendemos perfeitamente do por que que as visões fascistas dos Bolsonaro ascendam na sociedade brasileira, nosso povo esta cansado de políticos e partidos políticos que mesmo de esquerda só aparecem em época de eleições. Mesmo com enormes avanços contidos nos últimos anos de governos populares de Lula e Dilma como o Mais Médicos, Minha Casa, Minha Vida, as expansões das universidades e das escolas técnicas, Luz para todos, Bolsa Família e etc, a politização de nosso povo foi muito incipiente. Há um imenso vazio político no meio do nosso povo, e isso foi demonstrado através de um golpe parlamentar-midiático que retirou o mandato de uma presidenta com 54 milhões de votos, sem que essa cometesse crime algum, para implementar um governo golpista e de venda dos patrimônios de nosso país como a Petrobrás e seja retirado direitos trabalhistas para aumentar a margem de lucro dos patrões através da superexploração da classe trabalhadora, e ai já dizia o ditado popular “cabeça vazia é oficina do diabo”.
Por fim convidamos as diversas organizações políticas da região, todos os torcedores progressistas do Bangu a comparecerem no ato em frente a sede do Bangu A.C nessa quinta-feira (28/07) com concentração a partir das 16h e ato a partir das 17h.
Esse documento é aberto a assinaturas e adesões.
FASCISTAS E GOLPISTAS NÃO PASSARÃO!
B16- Bangu Antifascista.
Apoiam o ato:

Juventude 5 de Julho – RJ
Movimento Nacional de Lutas contra o Neoliberalismo e pelo Socialismo
União da Juventude Socialista- RJ
União Estadual dos Estudantes- RJ
Torcedores pela Democracia- RJ
Jornal Inverta
Botafogo Antifascista
Comuna Rubro-Negra
Fluminense Antifascista
Vasco Antifascista
Coletivo Democracia Corinthiana
Coletivo de futebol Mídia e Democracia Barão de Itarare
DCE Unirio
Juventude Construindo um Novo Brasil
ArtE – Articulação Estudantil
Respeito Futebol Clube
DCE Fernando Santa Cruz – UFF
Juventude da Articulação de Esquerda
Bolchevasco
Kizomba-RJ
Coletivo Enegrecer
União da Juventude Rebelião
MNU – Movimento Negro Unificado
Conselho Municipal de Juventude de Campos dos Goytacazes
Movimento Popular Coral – Santa Cruz PE
Esquerda Alvinegra
Palmeiras Livre
Fonte: Revista Forum

Nenhum comentário:

Postar um comentário