domingo, 24 de julho de 2016

Família de um dos Beatles proíbe Trump de utilizar música em campanha

'Here Comes The Sun', composta por George Harrison, foi tocada em convenção do Partido Republicano
A família do beatle George Harrison, falecido em 2001, condenou o uso da canção “Here Comes The Sun” na campanha de Donald Trump. A música foi executada antes do discurso da filha do candidato, Ivanka Trump, na convenção do Partido Republicano, que ocorre em Cleveland (Ohio, EUA).
“O uso não autorizado de 'Here Comes The Sun' [Aí Vem o Sol] na Convenção Republicana em Cleveland é uma ofensa e contraria os desejos da família de George Harrison. Se tivesse sido 'Beware of Darkness' [Cuidado com as Trevas], talvez tivéssemos aprovado”, diz mensagem postada no perfil de Facebook do guitarrista.

'Here Comes The Sun' foi lançada em 1969, no álbum Abey Road, disco que contém A família do beatle George Harrison, falecido em 2001, condenou o uso da canção “Here Comes The Sun” na campanha de Donald Trump.
A música foi executada antes do discurso da filha do candidato, Ivanka Trump, na convenção do Partido Republicano, que ocorre em Cleveland (Ohio, EUA).
“O uso não autorizado de 'Here Comes The Sun' [Aí Vem o Sol] na Convenção Republicana em Cleveland é uma ofensa e contraria os desejos da família de George Harrison. Se tivesse sido 'Beware of Darkness' [Cuidado com as Trevas], talvez tivéssemos aprovado”, diz mensagem postada no perfil de Facebook do guitarrista.
'Here Comes The Sun' foi lançada em 1969, no álbum Abey Road, disco que contém outro sucesso composto por Harrison: 'Something'. A música utilizada por Trump ganhou versões cover de diversos artistas, incluindo Nina Simone e Peter Tosh.
Mais casos
Outros artistas já haviam reclamado do uso de suas músicas pelo republicano. Adele, Rolling Stones, R.E.M., Neil Young – apoiador da pré-candidatura do democrata Bernie Sanders -, o rapper Everlast, que chamou Trump de “ignorante e racista”, e a banda britânica Queen protestaram publicamente contra a utilização de suas composições em eventos.
A Convenção Republicana também causou polêmica por conta da participação de Melania Trump, esposa do republicano. Parte de sua fala foi apontada como plágio de um discurso proferido por Michelle Obama, atual primeira-dama, em 2008.

Nenhum comentário:

Postar um comentário