quarta-feira, 29 de julho de 2015

Lula processa Veja por capa criminosa

São alvos da açãoo diretor de redação da  revista,  Eurípedes Alcântara e Robson Bonin, Adriano Ceolin e Daniel Pereira, que assinam a matéria sobre as supostas -e desmentidas – intenções de  Leo Pinheiro, de alvejar o ex-presidente em um acordo de delação premiada com o Ministério Público e o juiz Sérgio Moro.
Segundo e-mail do Instituto Lula, “o texto é repugnante, pela forma como foi escrito e pela absoluta ausência de elementos que possam lhe dar suporte”, destacam os advogados de Lula na ação. A peça reafirma também que, de acordo com jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça, “a liberdade de comunicação e de imprensa pressupõe a necessidade de o jornalista e/ou o veículo pautar-se pela verdade”.
Enfim, reações.
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrou hoje com ação judicial por reparação de danos morais contra os responsáveis pela matéria de capa da Veja desta semana.
São alvos da açãoo diretor de redação da  revista,  Eurípedes Alcântara e Robson Bonin, Adriano Ceolin e Daniel Pereira, que assinam a matéria sobre as supostas -e desmentidas – intenções de  Leo Pinheiro, de alvejar o ex-presidente em um acordo de delação premiada com o Ministério Público e o juiz Sérgio Moro.
Segundo e-mail do Instituto Lula, “o texto é repugnante, pela forma como foi escrito e pela absoluta ausência de elementos que possam lhe dar suporte”, destacam os advogados de Lula na ação. A peça reafirma também que, de acordo com jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça, “a liberdade de comunicação e de imprensa pressupõe a necessidade de o jornalista e/ou o veículo pautar-se pela verdade”.
A reportagem repete práticas comuns a VEJA: mente, faz acusações infundadas e sem provas, apresenta ilações como se fossem fatos, atribui falas e atos, não tem fontes e busca atacar, de todas as formas, a honra e a imagem do ex-presidente Lula.”
Pena que a Justiça brasileira, tão valente diante de todos, coloca o rabo entre as pernas quando se trata de enfrentar os donos da mídia. salvo honrosas exceções.
A Veja, como um dia disse Sérgio Moro de Alberto Youssef, porta-se como um “bandido profissional”.
Fonte: O Tijolaço

Nenhum comentário:

Postar um comentário