quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Quem é Nando Moura, metaleiro de extrema direita que foi processado por Tico Santa Cruz e perdeu.

Ele faz vídeos com aulas de música há quatro anos, mas resolveu falar sobre política em 2015 e não parou mais.

Integrante de uma banda de heavy metal genérica desconhecida chamada Pandora, Nando Moura se autodefine em seu canal como um comentarista de filosofia e teologia. Caiu nas graças de uma certa extrema-direita obtusa e obcecada.

Ele já fez vídeos de hang out com o ex-músico Lobão e hoje viraliza em sites como a Whiplash.net. Essa página existe desde 1996 e surgiu como um fanzine de metal e rock pesado em São Luís no Maranhão. Hoje a Whiplash é mantida por fãs e publica e republica de tudo. De vídeos reaças de Moura até textos do DCM.

Mas Nando Moura gosta mesmo é de Olavo de Carvalho.
Ele faz vídeos com aulas de música há quatro anos, mas resolveu falar sobre política em 2015 e não parou mais.
Integrante de uma banda de heavy metal genérica desconhecida chamada Pandora, Nando Moura se autodefine em seu canal como um comentarista de filosofia e teologia. Caiu nas graças de uma certa extrema-direita obtusa e obcecada.
Ele já fez vídeos de hang out com o ex-músico Lobão e hoje viraliza em sites como a Whiplash.net. Essa página existe desde 1996 e surgiu como um fanzine de metal e rock pesado em São Luís no Maranhão. Hoje a Whiplash é mantida por fãs e publica e republica de tudo. De vídeos reaças de Moura até textos do DCM.
Mas Nando Moura gosta mesmo é de Olavo de Carvalho.
“Como é que você destrói o filósofo Olavo de Carvalho? Você vai pegar um dos livros dele, e a bibliografia dele é imensa, e você vai reunir seus contra-argumentos  e uma bibliografia tão parruda, vai amarrar tudo com uma lógica perfeita, lembrando que ele foi um brasileiro chamado para um congresso internacional de lógica”, fala.
“Ele não está nos Estados Unidos com um visto comum, mas sim por grandes feitos para a humanidade. A sua lógica precisa ser maior do que uma das maiores autoridades do Brasil neste sentido”, diz.
Nando Moura compara Olavão ao filósofo grego Sócrates porque ele “provoca as pessoas e as obriga a sair da inércia”. O problema é que ele não sabe que existem vários acadêmicos brasileiros que são convidados a palestrar nos EUA e que isso não torna Olavo de Carvalho especial.
Na verdade, o “pensador” que formou os blogueiros da Veja mora hoje no estado da Virgínia porque presta serviços a instituições vinculadas com empresas privadas e políticos do partido republicano.
As bobagens de Nando Moura convencem apenas os desavisados e os jihadistas como ele. Ele chama a música “Baile de Favela” de “bestialidade”, sertanejo de “sertanojo”, o guitarrista sueco Yngwie Malmsteen, um dos mais rápidos do mundo, de “gordo e cuzão”, além de especular sobre os “crimes” e o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.
Embora toque uma guitarra elétrica com um timbre relativamente limpo, Nando Moura brinda a internet com opiniões ignorantes e dispensáveis até na sua área de suposta expertise, a música.
E não falta formação para ele se expressar com mais propriedade. Nando diz que fez aulas com o renomado guitarrista Kiko Loureiro e seu irmão Zeca na época do lançamento do disco Rebirth da banda Angra, em 2001.
Uma tuiteira fez um comentário sobre isso: “Chocada aqui com o Kiko Loureiro ter sido professor do Nando Moura”. E o guitarrista do Angra tem motivos de sobra pra ter vergonha.
A mais nova “vítima” de Nando Moura é o vlogueiro e biólogo Pirula. Ele gravou um vídeo muito bom em 25 de março de 2015 sobre a histeria coletiva anti-PT. Pirula diz que “não acredita nem na esquerda e nem na direita”, mas nem isso foi suficiente para Nando Moura não categorizá-lo como petista.
Um dos fãs de Nando resolveu xingar Pirula na rua. “O que esse cara faz em vídeos é simplesmente colocar que a opção ideológica de uma pessoa justifica tudo, inclusive acabar com a reputação dela. Ele não vai contra as ideias, mas contra a imagem da pessoa”, respondeu o biólogo em 17 de janeiro de 2016.
Nando Moura é um lembrete a mais de que o rock era mais sadio e menos estúpido quando se misturava apenas com sexo e drogas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário