quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Sobe para 66 o número de cidades em situação de emergência em MG

Defesa Civil confirmou duas mortes nesta quarta-feira por causa da chuva. Cerca de 2,1 milhões de pessoas foram afetadas pela chuva no estado.

Ponte Nova, na Zona da Mata mineira, continua inundada nesta quarta-feira (4). (Foto: Divulgação/Ascom/Prefeitura de Ponte Nova)
Ponte Nova, na Zona da Mata mineira, continua inundada nesta quarta-feira (4). Cidade é uma das 66 que decretaram situação de emergência. (Foto: Divulgação/Ascom/Prefeitura de Ponte Nova)
A Defesa Civil de Minas Gerais informou nesta quarta-feira (4) que 66 cidades decretaram situação de emergência por causa da chuva no estado. Ainda segundo o órgão, a morte de um taxista encontrado em Ouro Preto e o de uma pessoa em Guidoval, na Região da Zona da Mata, foram confirmadas nesta quarta-feira (4) como decorrentes das chuvas. Ao todo, oito pessoas já morreram por causa da chuva em Minas Gerais, de acordo com a Defesa Civil. As últimas cidades a decretar situação de emergência foram Dona Euzébia, Lamim, São Pedro dos Ferros, Senador Firmino, Ubá e Viçosa, na Zona da Mata, Itanhomi, Tarumirim e Tumiritinga, no Vale do Rio Doce, e Conselheiro Lafaiete, Jeceaba, Ouro Preto e Santo Antonio do Rio Abaixo, na Região Central.
De acordo com a Defesa Civil, uma mulher está desaparecida em Santo Antônio do Rio Abaixo. No total, 119 municípios foram atingidos pelas tempestades durante o período, afetando cerca de 2,1 milhões de pessoas. Destas, 9.864 pessoas estão desalojadas e outras 436 estão desabrigadas.
Balanço de mortes
Na tarde desta quarta-feira, o Corpo de Bombeiros retirou dos escombros o corpo do segundo taxista soterrado na rodoviária de Ouro Preto, na Região Central. A primeira vítima foi encontrada e resgatada sem vida nesta terça.

Também nesta quarta-feira (4), a Defesa Civil confirmou uma morte em Guidoval, na Zona da Mata. Nesta terça (3), outra morte na mesma cidade havia sido confirmada.

Na segunda-feira (2), uma mulher morreu soterrada dentro de casa, após um deslizamento de terra em Visconde do Rio Branco, na mesma região. Na madrugada de segunda, um homem morreu no desabamento de um prédio em Belo Horizonte.

No dia 28 de outubro, um motoqueiro morreu ao ser atingido por um eucalipto em Reduto, na Região da Zona da Mata. Em Governador Valadares, na Região do Vale do Rio doce, uma mulher foi arrastada pela correnteza no dia 19 de novembro.

As mortes registradas pela Defesa Civil são desde o começo do período de chuva em Minas Gerias, em outubro.
Video sobre a matéria:

Fonte texto: Portal G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário