terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Uberaba decreta estado de emergência por falta de médicos

Uberaba decreta estado de emergência por falta de médicos (Foto: Reprodução/TV Integração)
Município precisa contratar 77 profissionais sendo 60 para urgência.
Último processo seletivo recebeu apenas 20 inscrições.
 
Uberaba decreta estado de emergência por falta de
médicos (Foto: Reprodução/TV Integração)
 
A Secretaria de Saúde de Uberaba decretou este mês estado de emergência. O município precisa contratar 77 médicos: 60 para urgência e emergência e mais 17 especialistas.
O decreto justifica que foram abertos processos seletivos ao longo deste ano, mas que as vagas não foram preenchidas. Um processo seletivo, que teve as inscrições encerradas no último dia 19, oferecia 60 vagas para os setores de urgência e emergência, mas apenas 20 interessados se inscreveram.
O secretário de Saúde de Uberaba, Valdemar Hial, admitiu que a falta de médicos já altera o atendimento especializado. Ele explicou que é preciso diminuir a frequência dos profissionais nas unidades básicas para que todas as regiões sejam atendidas. “Eu tenho que deixar um pediatra duas vezes por semana numa unidade e na outra três vezes e assim vou fazendo rodízio para tentar atender essas duas regiões”, explicou o secretário.
saiba mais
De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, entre agosto e novembro deste ano, foram realizados dois processos seletivos para ginecologista. Houve apenas três inscritos e todos desistiram da vaga.
O município também não conseguiu contratar radiologistas. Apenas um médico foi inscrito em dois concursos. Mas a maior dificuldade é para a contratação de pediatras. Em seis meses foram abertos quatro processos seletivos, mas apenas uma vaga foi preenchida e para as outras não apareceram candidatos. “O médico hoje está desestimulado de ser pediatra e isso também ocorre com a ginecologia”.
A principal causa apontada para o desinteresse é o salário. “As propostas não oferecem um salário que assegure a tranquilidade e a carreira de médico para o exercício ideal da profissão”, explicou o conselheiro do Conselho Regional de Medicina (CRM), Nelson Barsan.

Remuneração

Em Uberaba, de acordo com a Secretaria de Saúde, no caso de especialistas, para uma carga de 20h por semana é oferecida remuneração de R$ 1.283,64, podendo chegar a R$ 3.500 com critérios de produtividade. Já para plantonistas no setor de urgência e emergência, para 12h por semana, o salário base é de R$ 733,67 com possibilidade de ganho de R$ 2.393,15, pois o salário dobra de valor caso a carga horária também seja duplicada.
Secretário de Saúde admite que problema afeta atendimento (Foto: Reprodução/TV Integração)
Secretário de Saúde admite que problema afeta
atendimento (Foto: Reprodução/TV Integração)
 
A baixa procura pelo emprego preocupa ainda mais às vésperas do início do ano letivo. “Nós trabalhamos com grande quantidade de residentes em termos de pronto-atendimento e devido a esta rotatividade, praticamente de seis em seis meses, nós tivemos que ter um decreto emergencial”, disse o secretário.
“Hoje há um balcão de empregos para recém-formados sem qualificação específica, porque eles são chamados para cobrir várias localidades do interior. E isso tem ocorrido com muita frenquência nos últimos cinco anos", comentou o conselheiro Nelson.

Video sobre a matéria:


Fonte texto: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário