quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Operação contra milícia na zona norte do



Dois dos mandados são contra policiais civis e dez contra policiais militares

Agentes da Corregedoria Geral Unificada, da Corregedoria da Polícia Civil, da Corregedoria Geral da Polícia Militar e da Delegacia de Repressão às Ações do Crime Organizado e Inquéritos Especiais realizam nesta quinta-feira (22) a operação Lobão para  desarticular três quadrilhas de milicianos que atuam na região de Brás de Pina e Cordovil, na zona norte do Rio de Janeiro.
Foram expedidos 30 mandados de prisão e 67 mandados de busca e apreensão. Entre os mandados de prisão a serem cumpridos dois são contra policiais civis e dez contra policiais militares, entre eles um oficial.
Até as 10h30, 17 pessoas haviam sido presas. O irmão do suspeito de comandar uma das milícias está entre elas. Na casa do suposto chefe, que não estava no imóvel, foram encontradas farda da Polícia Militar, carregador de pistola e vários documentos.
Policiais encontraram ainda uma central clandestina de TV a cabo e internet, na estrada do Quitombo, altura do número 325, em Brás de Pina.
As investigações, iniciadas há quatro meses constataram envolvimento direto dos suspeitos. Dos policiais militares denunciados, três já encontram-se presos: o chefe de uma das quadrilhas, o policial militar Anderson de Oliveira, o Mugão (preso ao tentar matar um de seus rivais), e os PMs  André Luiz Menezes e Adilson Menezes, presos na operação Herdeiros, deflagrada pela Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Estado de Segurança.
Para a operação Lobão foram mobilizados 250 policiais divididos em 71 equipes. Desde 2007, foram presas mais de 600 pessoas envolvidas em atividades de milícia.

Video sobre a matéria:
Fonte texto: Portal R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário