quinta-feira, 16 de junho de 2016

Pró-Esia - Fábrica de Versos... #RapLAB participa de atividade com Anistia Internacional e lança música e vídeo contra o extermínio da juventude negra

O Instituto Enraizados recebeu um convite da Anistia Internacional para participar da atividade Oficinas Criativa, que aconteceu no último final de semana (11 e 12 de junho), na Nave do Conhecimento, no Parque Madureira, no Rio de Janeiro.
Umas das atividades que estavam no cronograma era o workshop #RapLAB, uma metodologia que permite compor e gravar um rap em três horas.
Certa de 17 pessoas participaram da atividade. Se reuniram para discutir a respeito do extermínio da juventude negra no Brasil. Houveram relatos impressionantes sobre a violação de direito nas favelas, principalmente por parte da polícia.
No dia seguinte, após o processo de criação da música, Dudu de Morro Agudo se reuniu com parte da crew de break Cypher de Rua, de Duque de Caxias, como foi proposto pela Anistia Internacional, afim de criar algum produto envolvendo a coreografia e a música compostos para a campanha.
Instituto Enraizados recebeu um convite da Anistia Internacional para participar da atividade Oficinas Criativa, que aconteceu no último final de semana (11 e 12 de junho), na Nave do Conhecimento, no Parque Madureira, no Rio de Janeiro.
Umas das atividades que estavam no cronograma era o workshop #RapLAB, uma metodologia que permite compor e gravar um rap em três horas.
Certa de 17 pessoas participaram da atividade. Se reuniram para discutir a respeito do extermínio da juventude negra no Brasil. Houveram relatos impressionantes sobre a violação de direito nas favelas, principalmente por parte da polícia.
No dia seguinte, após o processo de criação da música, Dudu de Morro Agudo se reuniu com parte da crew de break Cypher de Rua, de Duque de Caxias, como foi proposto pela Anistia Internacional, afim de criar algum produto envolvendo a coreografia e a música compostos para a campanha.
Abaixo a letra poderá ser conferida abaixo, além do vídeo e o link para download da música.
JOVEM NEGRO VIVO


O jovem negro é o guerreiro da favela
Vítima do genocídio que acontece nela
A burguesia quer o embranquecimento da nação
nos deixam à margem com sua discriminação
eu vejo sangue na calçada
O mesmo sangue que foi derramado pelo homem de farda
82 jovens são mortos todo dia
77% são negros da periferia
Será utopia mudar essa estatística?
podemos fazer isso com nossa expressão artística
A cor da África é a minha história
Não perdemos a guerra, estamos numa trajetória
pra quem desde Zumbi ainda é tratado como escória
Tanto da luta dos vivos como dos mortos em glória
Diariamente eu vejo um “Boing negreiro” cair
Como Dandara temos que lutar e resistir
Honrando a luta de nossos pais
salvando o futuro de nossos filhos
eu quero o jovem negro vivo
*** *** ***
Música composta coletivamente durante o workshop ‪#‎RapLAB‬ que aconteceu no último sábado (11 de junho), na Nave do Conhecimento – Madureira, no Parque Madureira, durante as Oficinas Criativas da Anistia Internacional Brasil.
*** *** ***
COMPOSITORES:
Einstein NRC (Albert Paula), Jena Caio, Marlon Gonçalves, Jamall Dubeco (Karl Marx), Gustavo Baltar, Rafaela Oliveira, Maria de Lourdes, Lorena da Silva, Tainara Monteiro, Ana Klara, Hulliane Cardoso, Bianca Luiza, Flaviano Rodrigues, Paulo Rasta, Thainá dos Santos, Cléber Gonçalves e Dudu de Morro Agudo.
Fonte: Enraizados

Nenhum comentário:

Postar um comentário