sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Atos pela democracia e contra o golpe: confira as manifestações pelo país

Confira as manifestações que estão acontecendo em todo o país nesta quinta-feira (20) em defesa da democracia, dos direitos sociais e trabalhistas e contra o golpe. O ato também é realizado em pelo menos 31 cidades do país. Ao todo, mobilizações estão ocorrendo em 24 estados e no Distrito Federal.
Confira as manifestações que estão acontecendo em todo o país nesta quinta-feira (20) em defesa da democracia, dos direitos sociais e trabalhistas e contra o golpe.
 O ato também é realizado em pelo menos 31 cidades do país. Ao todo, mobilizações estão ocorrendo em 24 estados e no Distrito Federal.
Acompanhe abaixo:
ato maceio
Alagoas
Mais de dois mil trabalhadores tomam as ruas do centro de Maceió, capital alagoana, na manhã de hoje (20). Os manifestantes marcham em defesa da democracia e contra as medidas de ajuste fiscal que retiram direitos dos trabalhadores com a justificativa de sair da crise econômica.
mst teixeira de freitas ba
Amapá
Em Macapá, a manifestação foi realizada na praça da Bandeira, nesta tarde e início da noite, e contou com a presença de centenas de militantes com palavras de ordem em defesa do Brasil. 
Amazonas
Em Manaus, a atividade que começou às 16h, com força total. O presidente do Sinteam, Marcus Libório, discursa em cima do caminhão de som, chamando a atenção da população para a defesa dos direitos trabalhistas, da democracia e para o combate do atual golpe em construção.
Bahia
Em caminhada pelas ruas de Salvador, centrais sindicais e movimentos sociais marcham nos arredores do Shopping  da Bahia contra a conspiração golpista, em defesa da democracia e da permanência da presidenta Dilma, eleita pela maioria do voto popular. Na capital baiana o ato já aconteceu e levou milhares às ruas em defesa do Brasil.
Bahia caminhada6
Ceará
Em Fortaleza, militantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto se juntam aos professores da Universidade Federal do Ceará, que estão em greve. Na capital cearense, o ato começa às 14h, na praça da Bandeira, centro da cidade.
Distrito Federal
Mais de mil manifestantes se posicionaram contra o golpe na democracia e defenderam a manutenção da legalidade. Além de criticarem a proposta de redução da maioridade penal, a terceirização e a retirada de direitos trabalhistas.
Goiás
Em Goiânia, as centrais sindicais e diversos movimentos sociais realizam protesto na praça do Bandeirante, cerca de mil manifestantes rechação o golpe e pedem saída de Eduardo Cunha da presidência da Câmara, além de defenderem a Petrobras e os direitos trabalhistas.
Minas Gerais
Centenas de manifestantes já se aglomeram na praça Afonso Arinos, em Belo Horizonte, onde o ato começa às 16h, com estimativa de milhares de pessoas de diversos movimentos sociais para defender a Petrobras, a democracia e a liberdade.
20ago2015 manifestantes protestam em belem no para partidos de esquerda movimentos sociais e centrais sindicais irao as ruas nesta quinta feira 20 para protestar em defesa da democracia por 1440081078340 615x300
Pará
Cerca de mil manifestantes saíram em caminhada do pronto-socorro Mário Minotti, em Umarizal, em Belém, até a praça do Operário, em São Brás. Um grupo leva cartazes com letras que formam a palavra "democracia".
Paraíba
Militantes ja estão concentrados em João Pessoa com faixas e cartazes contra o retrocesso. O ato ocorrerá em Campina Grande, a partir das 16h. Vários ônibus estão saindo para participar do ato em defesa do Brasil.
Paraná
Mais de 5 mil manifestantes tomaram as ruas do centro de Curitiba até chegarem à praça Osório. Os paranaenses também defendem a Constituição, rechaçam qualquer trama golpista e atacam o governador Beto Richa, do PSDB.
Rio de Janeiro
A manifestação do Rio de Janeiro protestará também em frente ao escritório do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e também do Ministério da Fazenda. As centrais sindicais e movimentos populares tomam as ruas para defender o desenvolvimento econômico com distribuição de renda iniciado em 2003 pelo ex-presidente Lula.
Pela manhã, manifestantes bloquearam a avenida Presidente Antônio Carlos, no centro do Rio, em frente ao Tribunal Regional do Trabalho. Os manifestantes exibiram faixas e cartazes com mensagens de repúdio ao projeto de redução da maioridade penal. Na Cinelândia estenderam faixas defendendo a taxação de grandes fortunas e propostas que promovam igualdade.
Rio Grande do Norte
Sindicalistas e integrantes de movimentos sociais estão reunidos na avenida Senador Salgado Filho, localizada na zona leste de Natal, para caminhada em defesa da democracia, na tarde desta quinta-feira (20). Eles estão com um carro de som e, por enquanto, aguardam a chegada de mais pessoas. 
Rio Grande do Sul
Em Porto Alegre, mais de mil representantes de movimentos sociais e centrais sindicais estão reunidos na Paróquia Pompéia, em Porto Alegre, para o lançamento do Movimento em Defesa da Democracia e dos Direitos Sociais. O objetivo do movimento é buscar alternativas contra ataques aos direitos sociais. Na ocasião também será assinada a Carta de Porto Alegre. Às 17h haverá marcha até a Esquina Democrática, onde ocorre um ato público em defesa da democracia e dos direitos sociais. Participam da atividade a CTB, CUT, MST, Nova Central, UNE, UGT entre outras organizações sociais.
 Santa Catarina
Centrais sindicais realizam nesta quinta-feira (20) protestos contra o impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Em Florianópolis, o “Ato em Defesa da Democracia” ocorre a partir das 15h30. Na capital catarinense, a concentração ocorre no Largo da Alfândega, no Centro. A expectativa é que os manifestantes façam uma caminhada até o Terminal de Integração do Centro (Ticen).
ato floripa
São Paulo
Manifestantes de Ribeirão Preto, no interior paulista, marcham em rodovia e se preparam para a grande manifestação na capital  a partir das 17h, para onde devem se dirigir pessoas de todo o estado. O ato começa no Largo da Batata, em Pinheiros, e segue até o Masp, na avenida Paulista.
protesto sp1
Sergipe
Cerca de 5 mil militantes de movimentos sociais, organizações de esquerda e centrais sindicais se preparam para sair em caminhada da praça General Valadão, em Aracaju, e percorrer as principais ruas do centro de Aracaju. O número de manifestantes continua crescendo e o ato para unir o Brasil promete realçar a agenda do desenvolvimento e do emprego. 
Fonte: Portal CTB

Nenhum comentário:

Postar um comentário