segunda-feira, 17 de agosto de 2015

FUTEBOL, MÍDIA E DEMOCRACIA: MANIFESTO EM DEFESA DO NOSSO FUTEBOL

Com o intuito de reunir torcedores, jornalistas, ativistas e movimentos sociais em geral, o coletivo Futebol, Mídia e Democracia, fundado a partir do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, publicou um manifesto para marcar seu nascimento e convocar todos os interessados a participar de suas atividades.
A proposta do grupo é construir uma agenda permanente de lutas que promova debates, palestras e atos públicos envolvendo temas como o falta de democracia e o obscurantismo das instituições que comandam o futebol brasileiro; o monopólio da Rede Globo e o papel dos meios de comunicação; e o crescente processo de elitização dos estádios, distanciando o esporte de seu caráter de cultura popular e o reduzindo, cada vez mais, à mercadoria.
Com o intuito de reunir torcedores, jornalistas, ativistas e movimentos sociais em geral, o coletivo Futebol, Mídia e Democracia, fundado a partir do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, publicou um manifesto para marcar seu nascimento e convocar todos os interessados a participar de suas atividades.
A proposta do grupo é construir uma agenda permanente de lutas que promova debates, palestras e atos públicos envolvendo temas como o falta de democracia e o obscurantismo das instituições que comandam o futebol brasileiro; o monopólio da Rede Globo e o papel dos meios de comunicação; e o crescente processo de elitização dos estádios, distanciando o esporte de seu caráter de cultura popular e o reduzindo, cada vez mais, à mercadoria.
O manifesto pode ser lido abaixo, na íntegra. Para assinar de forma individual ou em nome de sua torcida, entidade e blog ou veículo de comunicaçãopreencha o formulário ao fim desta páginaCurta a página do coletivo no Facebook.
O coletivo Futebol Mídia e Democracia, fundado no Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, foi criado com o objetivo de debater as relações de poder entre a mídia e as instituições que organizam o futebol brasileiro, solidificando cada vez mais um processo de cooptação do esporte mais popular do país por interesses estritamente comerciais.
As emissoras de TV, sobretudo a Rede Globo, têm total controle sobre a CBF e federações locais e com isso, na prática, comandam nosso futebol. Influenciam, entre diversos aspectos, a definição dos horários das partidas, a escolha das equipes que receberão mais destaque e a montagem de tabelas, sobrepondo seus interesses privados sobre princípios democráticos.
Os efeitos são sentidos, por exemplo, no enfraquecimento da seleção brasileira, submetida a contratos e acordos obscuros; nos constantes escândalos de corrupção, que abalam a credibilidade do esporte; na elitização do acesso aos estádios, com preços de ingressos cada vez mais caros e o afastamento das camadas populares; e nos pacotes de TV paga, que para muitos torcedores são a única maneira de acompanhar os clubes com menor exposição nos canais abertos. O abismo entre o povo e seu esporte predileto, o futebol, é cada vez maior.
O coletivo busca unir torcedores (organizados ou não), jornalistas, ativistas e estudiosos para construir uma agenda permanente de lutas, que contemple a organização de atividades, debates e mesmo ações práticas para que os efeitos maléficos do casamento entre as empresas de comunicação e as instituições que dirigem o futebol, principal esporte do Brasil e importante elemento na construção da identidade nacional, sejam debatidos e combatidos nas ruas, nos estádios, nos bares, nas universidades e nos demais espaços onde seja possível estabelecer um canal de diálogo e de construção de soluções que favoreçam a concepção de um futebol democrático e popular.
Futebol, mídia e democracia - em defesa do nosso futebol!
Assinam:
Torcidas, entidades e veículos
13 Companheiros Futebol Clube
AAFA - Associação Avante Fantasma
ANATORG - Associação Nacional das Torcidas Organizadas
Associação Esportiva Araguaia
Associação Sou Andreense
Brava Ilha
Camorra (Palmeiras)
Casa Fora do Eixo
Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé
Centro Nacional de Estudos Sindicais e do Trabalho (CES)
Dragões da Real
Galo Marx
Gaviões da Fiel - Sub sede ABC
Jornalistas Livres
Leões de Sampa (Sport)
Máfia Azul CGE - Comando Guerreiro do Eldorado
Máfia Azul Revolução
Máfia Azul Velha Guarda
Mídia Ninja
Movimento Popular Coral
Portão 10 - Avante Santa Cruz
Povo do Clube - Frente Nacional dos Torcedores (Internacional)
Resistência Azul Popular
Revista Fórum
Torcida Esquadrão Andreense
Torcida Trem Fantasma
Unegro
União Nacional dos Estudantes (UNE)
União da Juventude Socialista (UJS)

Individuais:
Ademir Ângelo Castellari
Altamiro Borges - Blog do Miro
Anizio Silva - @tuitdosantinha
Aparecido Araujo Lima - BlogProgSP
Aureliano Ricardo de Souza Moreira
Caio Lopes Veloso
Carlos Balladas - Jornal Ponto Final/ Revista Dia Melhor
Daise Graciano
Diogo Silva
Eduardo Guimarães - Blog da Cidadania
Felipe Bianchi dos Santos
Felipe Giocondo
Gabriel Henrique de Oliveira
Gabriel Lucas Kanaan – Torcida Galo Marx
Gabriel Rapassi
João Sérgio da Silva
José Rosa dos Santos
Julio César Castilho
Luiz Carlos Azenha – Viomundo
Luiz Marcelo Vasconcelos
Mário Antonio Malerba
Manuela D'Ávila - Deputada Estadual (PCdoB/RS)
Marco Aurelio Sacagnhe Nespoli
Marcus Vinicius Oscar Oliveira
Mariana Serafini – jornalista do Portal Vermelho
Moara Melo – Torcida Galo Marx
Newton Cesar Trigo Ribeiro
Paulo Eduardo Caillot
Pedro Silveira (Blog Comentários de Classe)
Renato Rovai - Revista Fórum
Ricardo Roca Galhardo - Blog Futebol-Arte
Rodrigo Barneschi - Blog Forza Palestra
Rodrigo Vianna - Blog O Escrevinhador
Samuel Cássio Martins dos Santos
Taiguara Tupinambá
Thiago Cassis – Blog Pelota de Trapo
Thiago Moro - OPERARIO.com  “A torcida do Fantasma na net”
Unai Tupinambás
Vinicius Vidor Duarte
Wellington Araújo Silva (Esporte em Rede)
Fonte: Barão de Itararé

Nenhum comentário:

Postar um comentário