sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Por que na Europa se combate crise com menos arrocho e aqui se faz o contrário?

O Banco Central EUROPEU Dobrou Como resistências da Alemanha - a "China" da Europa - e resolveu injetar Dinheiro na Economia estagnada Fazer continente, tal Como fizeram OS EUAs não há pós-crise.
Os Mais apressados ​​Vão responder à pergunta do título A A dizendo Que, por la, Uma austeridade eliminou o déficit públicoe OS Estados gastam Menos Que Fazer arrecadam.
Não É Verdade.
Os Países da zona euro reduziram Fazer, de Fato, em 2013 o Seu déficit Público a 3% do Produto Interno Bruto (PIB), de 0,7% Menos Que No ano anterior.
Mas e Um déficit que aqui, daria "fuzilamento" NAS Páginas de jornal.
E aquí, Como se sabe, TEMOS superavit, Não déficit.
Mas estariam OS Países da Europa Menos endividados que NÓS?
Absolutamente, NAO.
Nem se fale dos Países em Que a Dívida explodiu, Como Grécia e Itália. AS PODEROSAS França e Alemanha nsa superam Fácil, na proporção Dívida Pública / PIB com Bastante folga ( hum com com lista completa PODE Ser consultada aqui ).
Verdade Que, nos Países em Desenvolvimento, com Mercados Mais instáveis, o capital Como taxas de Remuneração Fazer MAIORES SER Querem.
Mas nada justifica que precisemos aqui Estar sem MESMO Patamar da Rússia Pós-Crise do Petróleo.
O Quadro Abaixo e Um escandalo, embora, de Pará sermos Justos, JA tenha Sido hum escandalo Maior AINDA, em Tempos tucanos:
Juros
E o Mais curioso E NÃO PODE Que se atribuir, APENAS, um Dificuldades momentâneas a Taxa de Juros altissima da Economia Brasileira O Que Acontece país Nenhum.
Tirando breves momentos Ela sempre Andou Pelas alturas, tivesse ou Não o país Problemas de Caixa.
O Brasil E Prisioneiro do rentismo, um país Onde deliberou-se Que o Lucro com Juros DEVE Ser sempre e Muito Maior Que o com Produção.
Um refém devidamente guardado Por Um Mercado é Sua Mídia que "patrulha" e Faz fracassar QUALQUÉR Coisa Que se assemelhe Ao hum capitalismo de Empreendimento e Risco. E, claro, QUALQUÉR Indução ao Desenvolvimento Que se FAÇA - e aqui SO SE Faz ASSIM - com Financiamentos Públicos.
O Pior, portanto, Reféns Fazer Financeiro de capital Não É sermos.
O Pior E TERMOS aquí, Aquela famosa "Sindrome de Estocolmo".
Onde o sequestrado apaixona-se Cabelo sequestrador E de forma raciocina Pelas Razões de Seu captor.
Uma mórbida paixão Que se Espalha ATÉ POR Quem if Diz de Esquerda.
Fonte: O Tijolaço

Nenhum comentário:

Postar um comentário