segunda-feira, 26 de maio de 2014

Globo fará transmissão da Copa em 4K via internet e com atraso

Globo fará transmissão da Copa em 4K via internet e com atraso
As transmissões que a Globo fará da Copa do Mundo em 4K, que oferece resolução de imagem quatro vezes maior do que a atual alta definição, serão realizadas pela internet. Anunciadas pela emissora como a "primeira transmissão em 4K, ao vivo, da TV aberta", as demonstrações serão realizadas, na verdade, no ambiente da web e com atraso de oito segundos.
A emissora usará uma banda de 30 gigabits da estrutura de fibra óptica da RNP (Rede Nacional de Ensino e Pesquisa), organização pública não-estatal ligada ao Ministério da Ciência e Tecnologia.

As transmissões só serão vistas por convidados da Globo. Mesmo quem já possui televisor 4K não poderá ver a Copa em ultra-HD, porque é necessário ter um decodificador dos sinais. Em parceria com a Sony, a Globo transmitirá em 4K três jogos a serem disputados no Maracanã, incluindo a final, apenas para o Rio de Janeiro. As exibições serão apenas para convidados, em locais fechados, sem a presença de marcas concorrentes dos patrocinadores da Copa e sem a cobrança de ingressos, como determina a Fifa.

Em São Paulo, também poderão ocorrer algumas transmissões em locais fechados. A Globosat, programadora de canais pagos da Globo, negocia parceria com operadoras, entre elas a Net, para transmissões via cabo. A Net diz que já tem condições de trafegar conteúdo em 4K, mas precisa trocar os decodificadores dos assinantes.

As transmissões de 4K em TV aberta, pelo ar, ainda devem demorar a ocorrer. Isso porque o sinal é muito robusto, necessita de uma banda de 40 megabits por segundo. O governo teria de conceder às emissoras dois canais de seis megahertz, e não apenas um. Não há espaço eletromagnético disponível para isso. E as emissoras estão perdendo banda. O governo vai tomar delas as frequências dos canais 52 a 69 para dar à telefonia móvel (4G).

Um dos problemas do 4K é o delay, o atraso do sinal em relação a outros sinais. Os convidados da Globo (e da Net e Globosat, caso as transmissões se confirmem) terão acesso a uma imagem da Copa muito superior, mas só saberão dos gols oito segundos depois. No Japão, onde a Copa também será transmitida em 8K, esse delay deverá passar de 16 segundos. No futebol ao vivo, é uma eternidade.

Fonte: Blog Convergência Midiática

Nenhum comentário:

Postar um comentário