sexta-feira, 16 de maio de 2014

Um Pensamento Midiático

Um pensamento midiático
Estamos num momento interessante da inescrupulosa ação da mídia golpista. Analisemos mais um fato lamentável que aconteceu hoje:
nós, do movimento de blogueiros progressistas e ativistas digitais viemos a São Paulo para um debate sério em torno do movimento de democratização da mídia. Aqui se viu um debate de altíssimo nível com intervenções extremamente qualificadas. As mesas, eram compostas pelos principais nomes do movimento de democratização midiático nacional e internacional. Nestas mesas, tivemos grandes defensores dos nossos intentos: Luciana Santos, Pascual Serrano, Andrés Conteris entre outros. O que mais nos é interessante, foi um episódio entre a mídia golpista e um dos convidados - que não poderia faltar - o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. O que já era de se esperar é que Lula fosse ovacionado ao entrar no auditório por todos os blogueiros e ativistas digitais ali presentes. O que mais nos chamou a atenção é que "acompanhando" o ex-presidente, vieram uma grande quantidade de jornalista das mais reacionárias empresas de mídia do país. Até ai, tudo bem. Vivemos uma democracia e nossa luta já é sabida por todos e Lula sempre enfrentou de frente os ataques descabidos da imprensa no país. Lula falou sobre os avanços que o povo obteve em seu mandato e o de Dilma, o Plebiscito Constituinte e vários outros assuntos. Lula é conhecido por todos por ser um companheiro extremamente brincalhão. Um homem de origem popular. Um ex-metalurgico e sindicalista que estava acostumado a comer  marmita fria e circular entre os operários. Esse respeito dentro do movimento de blogueiros é pelo simples fato de conhecermos de verdade o homem que veio a nós para palestrar. Conhecer verdadeiramente sua luta e seus erros como ele próprio disse. Entre uma fala e outra sempre saia um pequena piada para distrair os ouvintes atentos as exposições sobre as vitórias que a classe trabalhadora obteve no país e os próximos desafios. Até aí, está tudo bem. Agora vamos ao ponto: mal terminou sua palestra e já saiu matéria sobre suas intervenções no G1. A matéria é nitidamente feita de uma forma a ridicularizar e dar um tom agressivo ao discurso. As velhas distorções de sempre. A quem diga que devemos isolar a mídia aberta ao passo que a reestruturamos. Mas será que essa velha mídia, não continuará nos demonizando e tentando pautar nossas lutas ao prazer da elite? Mas Lula foi enfático: A Globo precisa ser partida em vários pedaços – como a Argentina fez com o grupo Clarin. “E não me venham falar que isso é censura”. 
Percebendo o discurso do ex- presidente, vamos mobilizar e modificar a estrutura da mídia no país pois o quarto poder precisa ser dado a quem de fato é seu dono: o povo.

Romney Mesquita
Dirigente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil em Minas Gerais e Sindicato dos Trabalhadores do Comercio de Minério e Derivados de Petróleo de Minas Gerais

Nenhum comentário:

Postar um comentário