terça-feira, 22 de abril de 2014

“A Paixão de Cláudia”: ato relembra morte de mulher arrastada por PMs do Rio

“A Paixão de Cláudia”: ato relembra morte de mulher arrastada por PMs do Rio
Concentração do ato será na Igreja Nossa Senhora da Consolação, em São Paulo; dos três policiais presos pela morte da auxiliar de serviços gerais, dois já responderam por homicídio.
Um ato público, político e cultural, batizado de "A Paixão de Cláudia”, em referência à "Paixão de Cristo”, na Semana Santa, homenageará Cláudia da Silva Ferreira, 38, alvejada à tiros por policiais militares do Rio de Janeiro no último 16 de março. Após ter sido baleada, Cláudia ainda foi arrastada, com vida, por uma viatura da PM por cerca de 350 metros. Porém, chegou ao hospital morta e com partes de seu corpo em carne viva.
A concentração do ato será na Igreja Nossa Senhora da Consolação, em São Paulo, nesta sexta-feira (18), às 14 horas. Ao som de atabaques, a caminhada prosseguirá até a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, localizada no Largo do Paissandu.
“Nos reuniremos para celebrar a mãe preta do Brasil, as famílias negras, as famílias coloridas, o direito à vida, ao respeito ao cidadão, à cidadã, aos acessos básicos ao direito de ir e vir, à saúde, à educação, à moradia, ao fim dessa condição de cidadania de segunda classe a qual está relegada parte expressiva da população brasileira”, afirma Renata Felinto, uma das organizadoras do evento.
Negra, mãe de quatro filhos biológicos e educadora de quatro sobrinhos, a tragédia de Cláudia fortaleceu a ocorrência de debates e reflexões sobre a relação que existe hoje entre a Polícia, os criminosos e as comunidades nas favelas.
O ato está sendo organizado pela empresa Cubo Preto Ensino de Arte e Cultura Ltda., organizações não governamentais, meios de comunicação, artistas e outros interessados. Os organizadores pedem que a população compareça ao evento vestida com roupas brancas ou pretas, e traga rosas vermelhas.
Fonte: Brasil de Fato

Nenhum comentário:

Postar um comentário