terça-feira, 22 de abril de 2014

“Globo não tem estatura moral para ser fiscal de blogueiro”

“Globo não tem estatura moral para ser fiscal de blogueiro”
Em matéria publicada nesta quinta-feira (17), no jornal “O Globo”, nota-se uma grande manipulação dos fatos para tentar deslegitimar e intimidar os jornalistas e blogueiros que participaram da entrevista com o ex-presidente Lula na semana passada.
Rodrigo Vianna, do Blog Escrevinhador, que estava na coletiva de Lula, concedeu uma entrevista exclusiva ao Portal Vermelho sobre os fatos.


“O que fica claro é o interesse da Globo em intimidar os blogueiros que – apesar de suas limitações – oferecem uma narrativa que é uma alternativa ao poder da Globo de manipular”, disse Rodrigo Vianna. Para o blogueiro, trata-se de “uma retaliação clara, uma tentativa de intimidar.” Mas, ao invés disso, “estão ajudando a tornar os blogs ainda mais conhecidos”, completou.
Vianna foi procurado pelas jornalistas da Globo para dar a entrevista e recusou, pois o único pedido do blogueiro para dar a entrevista foi negado. “Pedi para a jornalista mandar as perguntas por escrito e avisei que só daria a entrevista se a Globo esclarecesse o caso da suposta sonegação fiscal de R$1 bilhão.”, revelou. “Como a jornalista não quis nem ao menos mandar as perguntas, não respondi”, indagou.
Para Rodrigo, nenhum dos participantes da coletiva com Lula deveria falar com a Globo. “Eles pensam em nos deslegitimar e por que vamos lhes dar legitimidade? A Globo não tem estatura moral para ser fiscal de blogueiro”, falou.
Especificamente sobre o papel das jornalistas que assinaram a matéria publicada nesta quinta-feira (17) no jornal “O Globo”, Rodrigo acredita que as repórteres fazem esse papel talvez por medo e pensando na ascensão no mercado de trabalho. “Um dia elas vão descobrir que entre elas e a empresa há uma diferença, vão perceber que há uma grande diferença entre o jornalista e o dono da empresa de jornalismo, e assim vão perceber o papel a que estão se prestando”, disse.
Fonte: O Escrevinhador

Nenhum comentário:

Postar um comentário