quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Pelo fim da invisibilidade: eis o tema da Marcha dos Imigrantes 2017

A Marcha está marcada para 3 de dezembro, a partir das 14h, com concentração no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (MASP), na avenida Paulista – mesmo local do ano anterior. Em seguida, a manifestação segue pela via, que fica aberta para pedestres aos domingos.

Para este ano, o lema da Marcha é “Pelo Fim da Invisibilidade dos Imigrantes”, uma alusão às dificuldades que os imigrantes possuem para se expressar junto ao poder público, nos eventos ligados à temática que não incluem migrantes nos debates, entre outras situações.
Uma das mais tradicionais manifestações ligadas à causa migratória em São Paulo, a Marcha dos Imigrantes chega à sua 11ª edição em 2017.
A exemplo das últimas três edições (2014 a 2016), o ato de 2017 também terá cobertura do MigraMundo.
A Marcha está marcada para 3 de dezembro, a partir das 14h, com concentração no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (MASP), na avenida Paulista – mesmo local do ano anterior. Em seguida, a manifestação segue pela via, que fica aberta para pedestres aos domingos.

Para este ano, o lema da Marcha é “Pelo Fim da Invisibilidade dos Imigrantes”, uma alusão às dificuldades que os imigrantes possuem para se expressar junto ao poder público, nos eventos ligados à temática que não incluem migrantes nos debates, entre outras situações.
A Marcha está marcada para 3 de dezembro, a partir das 14h, com concentração no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (MASP), na avenida Paulista – mesmo local do ano anterior. Em seguida, a manifestação segue pela via, que fica aberta para pedestres aos domingos.
Para este ano, o lema da Marcha é “Pelo Fim da Invisibilidade dos Imigrantes”, uma alusão às dificuldades que os imigrantes possuem para se expressar junto ao poder público, nos eventos ligados à temática que não incluem migrantes nos debates, entre outras situações.
A Marcha está marcada para 3 de dezembro, a partir das 14h, com concentração no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (MASP), na avenida Paulista – mesmo local do ano anterior. Em seguida, a manifestação segue pela via, que fica aberta para pedestres aos domingos.

Para este ano, o lema da Marcha é “Pelo Fim da Invisibilidade dos Imigrantes”, uma alusão às dificuldades que os imigrantes possuem para se expressar junto ao poder público, nos eventos ligados à temática que não incluem migrantes nos debates, entre outras situações.
Desde sua primeira edição, a Marcha dos Imigrantes já se posicionou em relação a temas como o direito ao voto, violência, questão laboral, legislação migratória, entre outras. O evento reúne organizações e pessoas de diferentes nacionalidades, culturas e vivências em torno de bandeiras como o fim da discriminação e da xenofobia, acesso à justiça e às políticas públicas.
Na última edição, cerca de 600 pessoas tomaram parte no ato, que aproveitou a abertura da Paulista aos domingos para pedestres como forma de aumentar a visibilidade do movimento. Bem avaliada pela organização, a fórmula será retomada neste ano.
A Marcha está marcada para 3 de dezembro, a partir das 14h, com concentração no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (MASP), na avenida Paulista – mesmo local do ano anterior. Em seguida, a manifestação segue pela via, que fica aberta para pedestres aos domingos.

Para este ano, o lema da Marcha é “Pelo Fim da Invisibilidade dos Imigrantes”, uma alusão às dificuldades que os imigrantes possuem para se expressar junto ao poder público, nos eventos ligados à temática que não incluem migrantes nos debates, entre outras situações.
11ª Marcha dos Imigrantes – Pelo Fim da Invisibilidade dos Imigrantes
Data e hora: 3 de dezembro de 2017, a partir das 14h
Local: avenida Paulista (concentração em frente ao MASP)
Contato: tel. (11) 3333-3847 e marchadosimigrantes@gmail.com
Mais informações: evento no Facebook
Fonte: Migra Mundo

Nenhum comentário:

Postar um comentário