domingo, 17 de junho de 2012

Janio de Freitas entrou para o Clube Nextel?


Miguel do Rosário n'O Cafezinho

Publico o artigo de Janio de Freitas com um aperto no coração, pois ele desmoraliza de vez, para mim, um dos últimos nomes em que eu acreditava na grande imprensa. Freitas inicia o texto fazendo um ataque pesadíssimo à CPI, e aí o leitor espera que ele vá revelar alguma coisa nova, grave, para validar seu argumento. Traz um assunto apenas, surrado, sobre a casa do… Agnelo!

Algumas considerações rápidas sobre o texto de Freitas:
  1. A casa de Agnelo não tem nada a ver com o foco da CPI do Cachoeira. Portanto, é ridículo Freitas pretender desqualificar a CPI por “não investigar” a fundo a casa de Agnelo. O que aliás é uma mentira imbecil, visto que a CPI quebrou os sigilos de Agnelo por 10 anos, de maneira que qualquer problema com a casa do governador será encontrado.
  2. Freitas diz que a casa foi comprada por 400 mil reais e hoje vale 3 a 5 milhões. Ora, eu comprei o meu apartamento na Lapa por 56 mil reais e hoje ele vale 250 a 300 mil reais. A valorização da casa de Agnelo é totalmente normal. Mais uma mentira imbecil de Freitas, portanto.
  3. O jornalista também lança suspeitas sobre o governador acerca de sua suposta omissão na denúncia imediata dos roubos cometidos na gestão anterior, visto que Agnelo teria recebido os vídeos em primeira mão. Ora, mais uma ilação idiota, pois a quebra de sigilo do governador também poderá ajudar a verificar esse tipo de esclarecimento. Repare que nem defendo Agnelo, o que eu acho bizarro é Freitas atacar a CPI por suas virtudes. Se Freitas tem alguma desconfiança de Agnelo, deveria estar satisfeito pela CPI ter quebrado seus sigilos por 10 anos, não?
  4. De qualquer forma, as desconfianças de Freitas em relação a Agnelo, além de me parecerem descabidas, não têm nada a ver com o foco da CPI, que é investigar o esquema Cachoeira. Se formos usar a CPI para investigar todos os maus feitos de todos os governadores, em relação a todos os assuntos, beneficiaremos o Clube Nextel. CPI tem que ter foco.
  5. Na segunda parte do texto, Freitas faz elocubrações confusas sobre a Delta, e deita considerações arrogantes sobre o que a CPI deveria ou não fazer, no momento em que ele , Janio de Freitas, acha certo. O presidente da CPI, Vital do Rego, deu entrevista ao UOL, pertencente à mesma empresa que paga os salários de Janio de Freitas. Ele não viu a entrevista? Rego diz que Cavendish será chamado a seu devido momento, depois que os parlamentares conseguirem se aprofundar um pouco mais na papelada que está chegando à CPI. Não adianta nada chamar depoentes sem uma anterior coleta de informações. Além do mais, é ridículo alegar blindagem da Delta, depois da quebra de sigilo nacional da empresa, da publicação de todos os contratos da empresa com o governo federal na internet, da devassa feita pelo CGU e posterior declaração de sua inidoneidade.
  6. Diante de um ataque tão rasteiro, tão mal fundamentado, só me resta a triste conclusão de que Freitas tem rabo preso com o esquema Cachoeira e quer ver a CPI afundar. É isso, ou ele é burro. Bem prefiro acreditar que ele é simplesmente burro. 
  7. A postura de Freitas revela a decadência moral profunda da imprensa tradicional. Se Freitas fosse um blogueiro, e esse texto fosse um post, a seção de comentários seria abarrotada com críticas bem fundamentadas apontando suas incoerências bizarras, o que constrangeria profundamente o jornalista. Como ele escreve lá no alto do pedestal de sua coluna em jornal impresso, ninguém pode protestar.
Video sobre a matéria:

Fonte texto: Blog O Esquerdopata


Nenhum comentário:

Postar um comentário