quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

China promete manter no alto para sempre a bandeira de Mao

O presidente chinês, Xi Jinping , disse nesta quinta-feira (26) que o Partido Comunista da China (PCCh ) vai manter bem alto e para sempre a bandeira do pensamento de Mao Tsetung, na busca do rejuvenescimento da nação chinesa. A declaração foi feita durante um simpósio dedicado ao fundador do Partido Comunista Chinês e líder da revolução Chinesa, na passagem do seu 120º aniversário de nascimento, transcorrido nesta quinta-feira (26)



 
Foto pública
Mao nasceu no dia 26 de dezembro de 1893 na aldeia de Shaoshan, situada na província central chinesa de Hunan, e faleceu em 1976 aos 83 anos. Como um dos fundadores da República Popular China, Mao Tsetung é uma das figuras mais influentes da história moderna da China.

O simpósio foi realizado no Grande Salão do Povo e presidido por Liu Yunshan com a participação de outros líderes , incluindo Li Keqiang , Zhang Dejiang , Yu Zhengsheng , Wang Qishan e Zhang Gaoli .

Antes do simpósio , os sete líderes visitaram o mausoléu de Mao na Praça Tian'anmen , fazendo três arcos em direção à estátua sentada de Mao e prestando suas homenagens aos restos mortais do grande líder da Revolução Chinesa .

Na passagem do 120 º aniversário do nascimento do líder chinês , Xi elogiou Mao e outros membros da antiga geração de revolucionários como "grandes figuras" na luta contra a opressão nacional e de classe.

Xi disse que Mao, o principal fundador do Partido Comunista, do Exército de Libertação e da República Popular da China, foi “um grande revolucionário proletário, estrategista e teórico” .

"Mao é uma grande figura que mudou a face da nação e levou o povo chinês a um novo destino ", disse Xi, que é também secretário-geral do Comitê Central do PCCh e presidente da Comissão Militar Central.

Ele ressaltou que uma visão histórica correta deve ser adotada para avaliar uma figura histórica . "Os líderes revolucionários não são deuses, mas seres humanos", disse.

“Não podemos adorá-los como deuses ou nos recusarmos a permitir que as pessoas apontem e corrijam seus erros , apenas porque eles são grandes , nem podemos repudiá-los totalmente e apagar seus feitos históricos só porque eles cometeram erros ", disse Xi .

"Não devemos simplesmente atribuir o sucesso em circunstâncias favoráveis históricas aos indivíduos , nem devemos culpar os indivíduos por contratempos em situações adversas ", disse ele .

"Não podemos usar as condições de hoje e o nível de desenvolvimento e compreensão para julgar nossos antecessores , nem podemos esperar que os antecessores tenham feito coisas que somente os sucessores podem fazer ", disse Xi .

Nas novas condições , os membros do Partido devem aderir e fazer bom uso da "alma viva" do pensamento de Mao Zedong , ou seja, buscar a verdade nos fatos , a "linha de massas" e a independência, afirmou o dirigente .

O Partido Comunista Chinês iniciou em junho último uma campanha de um ano para fortalecer a "linha de massas", uma diretriz que afirma que o Partido é necessário para priorizar os interesses do povo .

Xi disse que não foi fácil encontrar um caminho correto . "O caminho decide o destino da nação".

"O socialismo com características chinesas não cai do céu", disse Xi, acrescentando que foi conseguido através do trabalho duro e do sacrifício do Partido e do povo.

Xi prometeu "tratar com seriedade” as "doenças" que prejudicam a natureza e a pureza do Partido e extirpar quaisquer “tumores malignos" no corpo saudável do Partido Comunista da China". O líder chinês salientou que o Partido deve fazer esforços persistentes para exercer a liderança do socialismo com características chinesas.

Nas províncias
Um simpósio foi realizado nesta quinta-feira (26) no berço da Revolução Chinesa para comemorar o 120º aniversário do nascimento de Mao Tsetung. O simpósio teve lugar em Xibaipo, uma antiga base revolucionária onde a direção do Partido Comunista da China se aquartelou de maio de 1948 até princípios de 1949 para preparar o projeto de um novo país e preparar o novo papel do PCCh como partido no poder.

Autoridades, moradores da localidade e outros visitantes participaram no simpósio no Museu Comemorativo Xibaipo.

Zhou Benshun, secretário do Comitê Provincial do PCCh em Hebei, pronunciou um discurso no simpósio, sublinhando a contribuição de Mao à causa revolucionária da China e seus esforços para construir o socialismo com características chinesas.

Outros dois simpósios foram organizados na cidade de Yan'an na província de Shaanxi, no noroeste e na cidade de Nanchang na província oriental de Jiangxi. Ambos os lugares foram famosas bases revolucionárias.

Nova publicação

No domingo passado (22) foi publicada uma cronologia em seis volumes sobre a obra do líder revolucionário, pelo Escritório de Pesquisas e Literatura do Partido Comunista da China

A cronologia oferece um panorama dos discursos e conversações de Mao, que nunca foram publicados em suas obras, explicaram os editores.

A obra desempenha um papel significativo na orientação das pesquisas sobre os pensamentos, teorias, trabalhos e ações práticas de Mao, assim com no estudo de suas conquistas, experiências e a árdua luta da revolução socialista da China e a construção dirigida pelo PCCh.

Os editores consideram ainda que a obra é muito importante também para estudar a origem e o fundamento das teorias socialistas com características chinesas.

Fonte: Portal Vermelho

Nenhum comentário:

Postar um comentário